Quem é mais importante no SEO: A Técnica ou o Conteúdo?

Ao acompanhar as últimas atualizações do Google, como o BERT e o RankBrain fica cada vez mais claro que o centro de qualquer nova estratégia de SEO deverá ser focado em um conteúdo de qualidade para o usuário.

O que eu quero mostrar aqui não é que o conteúdo é mais importante que a técnica ou vice versa, mas que SEO é um casamento perfeito entre os dois.

Você pode fazer o melhor Copywriting do Mundo, um conteúdo impecável e otimizado, porém se os robôs não conseguirem encontrar sua página, seria o mesmo que ela não existisse. Ao mesmo tempo, uma estrutura técnica perfeita que passa em todos os requisitos de uma auditoria do PageSpeed mas que entrega um conteúdo fraco, robótico e preguiçoso não vai conseguir alcançar nenhuma posição relevante nas buscas mais concorridas.

As buscas se tornaram descentralizadas

Conforme mencionado por Andy Betts em seu artigo super interessante do Search Engine Journal, já se passou o tempo da antiga SERP, as buscas hoje se tornaram mainstream, são dinâmicas, visuais e estão em todo lugar; A internet das coisas decola e quem pensa em SEO deve otimizar para tudo em todos os lugares.

Essa descentralização significa que um mesmo conteúdo ou entidade será disponibilizada em diversos formatos para diferentes dispositivos e que todos eles possuem uma performance diferente criando uma oscilação muito grande. É ai que entra a importância de garantir que sua estrutura técnica não passe nenhum perrengue ou deixe de funcionar nesses diferentes dispositivos.

circulo completo do SEO técnico
fonte: https://www.searchenginejournal.com/technical-seo-is-a-necessity-not-an-option/252463/

O Futuro Presente é Mobile

A Google anunciou que a partir de 1 de Julho de 2019 a indexação Mobile-First será ativada por padrão para todos os sites novos, anteriormente desconhecidos para a Pesquisa Google.

Para quem desconhece, a indexação para dispositivos móveis é simplesmente como o Google rastreia e indexa a web. Em vez de olhar para a versão desktop da página, o Google analisa a versão móvel da página. Em termos mais simples, o Google está rastreando e indexando sua página da Web com base em como é processada no mobile versus um computador desktop, representando hoje mais de 50%.

Graças a essa mudança, se tornou imperativo otimizar a experiência para dispositivos móveis o que depende diretamente de diversos fatores técnicos. A melhor forma de garantir isso é através do Google Pagespeed Insights que analisa o conteúdo de uma página da Web e, em seguida, gera sugestões para torná-la mais rápida.

Dada a grandeza e complexidade da área, hoje são necessários diferentes especialistas

SEO não é mais tarefa de um “One Man Army”. Recentemente no Linkedin acompanhei um pequeno mas curioso caso que ocorreu onde uma empresa chamada Cora divulgou a seguinte vaga descrevendo as habilidades que desejava em um profissional de SEO:

cora vaga seo linkedin

Essa vaga gerou uma pequena revolta entre alguns profissionais de SEO do Linkedin, onde um deles acabou republicando e criticando alguns pontos como:

  • “Escrever textos não é tarefa de SEO”
  • UXWriting também não
  • Estipular prazos para posicionar páginas no Google não existe

O mais interessante é que essa empresa entrou em contato nos comentários posteriormente se redimindo pelo erro cometido.

O que eu quero destacar aqui é que SEO acabou se tornando uma área muito vasta, e por conta disso se divide hoje entre algumas especialidades que dificilmente podem ser executadas pelo mesmo profissional, pois quem tem habilidade para produzir conteúdos bons, com uma escrita impecável não necessariamente entende de assuntos técnicos como protocolos de rede ou auditoria de logs que são melhor empenhadas por profissionais de TI, porém ambas fazem parte do mesmo contexto de SEO e são interdependentes.

Nesse sentido, um profissional de SEO deve ter o conhecimento de todos os pontos necessários que envolvam desde a técnica até como fazer uma boa produção de conteúdo otimizado para poder guiar as áreas responsáveis, e não aquele que irá executar todas essas tarefas ao mesmo tempo.

Em terra de SEO, qualidade é rei

Hoje a qualidade é obrigatória na produção de conteúdo, não basta ter volume. Os algoritmos do Google são extremamente complexos, inteligentes e capazes de diferenciar conteúdos originais de conteúdos feitos para aparecer nas buscas artificialmente conforme eu descrevo neste artigo sobre a qualidade de conteúdo em SEO.

Um conteúdo de qualidade deve entregar valor para sua audiência, você está jogando ele na internet para que as pessoas leiam, não robôs.

Eu lhe pergunto, seu conteúdo faz alguma das seguintes coisas?

  • Informar / ensinar sua audiência (conhecimento)
  • Fazer sua audiência rir /  chorar / se impressionar (emoção)
  • Mostrar algo novo / diferente (descoberta)

 

Se você não faz nada disso, o que está tentando entregar para sua audiência então? Você pode até conseguir criar um título e uma meta-descrição que chamem a atenção e enganem os usuários que fazem uma determinada busca, mas logo que eles passarem a ler seu conteúdo vão desistir da leitura e aumentar seu bounce rate, que é uma métrica muito mais importante do que cliques e impressões.

qualidade

SEO técnico não é uma opção, é uma necessidade

O grande problema com a parte técnica dos websites é que conforme a tecnologia avança e são lançados cada vez mais ferramentas, CMS e diversas opções de hospedagem, acabam existindo também mais pontos de atenção para gerenciar.

Um bom profissional de SEO hoje precisa ter em sua bagagem, um conhecimento muito completo do funcionamento de um website, protocolos de requisição e linguagem de programação, pois ele precisa garantir que o novo ouro digital das empresas (conteúdo) consiga ser entregue e passe a performar sem nenhum atrito.

Hoje em dia a mão de obra especializada em criar grandes sites com tecnologia de ponta e alta performance está cada vez mais acessível e difundida, então nesse sentido, entender bem do funcionamento técnico de todos os sistemas que envolvem um site não é mais um diferencial, mas sim um caminho obrigatório.

“O trabalho de SEO hoje é muito mais do que palavras-chave e backlincks. É mais do que metadados otimizados. É conteúdo mais do que nunca . É assegurar uma experiência de usuário sem atritos enquanto entrega a informação correta no tempo certo num tempo hábil”
— Dainius Runkevicius, Medium.com

1. Velocidade é crítica para o sucesso.

Veja só, esses são apenas alguns motivos comuns pelos quais um site tem problemas de velocidade:

  • As imagens são muito grandes e pouco otimizadas.
  • Não há compactação de conteúdo.
  • As páginas têm muitas solicitações de imagem CSS.
  • Seu site não está armazenando informações em cache.
  • Você usa muitos plugins.
  • Seu site não está usando uma CDN para arquivos estáticos.
  • Seu site está sendo executado em um host lento.
20% de perda de conversão mobile
20% das conversões podem cair para cada segundo de delay no carregamento de uma página em dispositivos móveis

2.Erros de Protocolo

Seu site nesse momento pode estar entregando milhares de códigos 4xx ou 5xx para seus usuários. O que você deve fazer? Onde estão esses erros? Quantos desses erros estão sendo gerados? Essas são algumas das perguntas que você deve fazer e que podem custar muito dinheiro no caso de e-commerces por exemplo.

3. Segurança importa mais do que nunca

A partir de Julho de 2018 a Google já havia anunciado com a saída do novo chrome 68 que sites sem um protocolo de SSL instalado seriam friamente marcados como não seguros.

protocolo http de sites atualização do google

Por mais seguro que seja seu site, não ter um SSL instalado passou a se tornar um aspecto negativo aos olhos da Google, logo, não ter um significa ficar para trás.

Conclusão

Mais do que nunca a Google está direcionando esforços para melhorar a qualidade dos conteúdos que posicionam na plataforma. Isso está se tornando mais viável hoje graças ao grande investimento nas áreas de Inteligência Artificial e Machine Learning, por consequência as áreas de Content Marketing e Copywriting estão crescendo junto à essa demanda.

Percebo que uma boa parte das empresas e profissionais estão passando a negligenciar a área técnica do SEO e focando seus esforços somente no investimento de redatores, mas não olham para os problemas técnicos enquanto eles não causarem danos muito grandes em suas métricas e que seja tarde demais.

SEO deixou de ser uma checklist de truques para se posicionar artificialmente nas buscas e se tornou um sistema robusto e complexo de meritocracia, portanto hoje devemos enxergar o SEO como um casamento perfeito entre técnica e conteúdo.

A técnica deve assegurar que o conteúdo possa ser lido para performar nas buscas.

Imagem padrão
Alexandre Polselli
Especialista em SEO, Growth Marketing & Web Analytics
Artigos: 11